Objetivo do Carisma Discípulos da Mãe de Deus



Preparar o reino de Maria, Virgem Santíssima, para receber Jesus na sua volta gloriosa. Ao passo que os consagrados testemunharem com suas vidas a espiritualidade de fazer tudo com Maria, em Maria, por Maria e para Maria, a Igreja poderá colher os frutos deste Carisma.
Somos inspirados e vivenciamos uma espiritualidade Mariana e Eucarística. Pois, a Virgem dolorosa e crente, permanece de pé, aos pés da Cruz e recolhe para nos toda a graça da Redenção. Somos também, abertos a espiritualidade da Renovação Carismática Católica, que busca o chamado universal à Santidade pelo Pentecostes do Espírito Santo.

Para viver esta espiritualidade de Escravos de Amor, renovamos nossas promessas do batismo, e entregamos a Virgem Maria nossos votos de obediência, castidade, pobreza e entrega dos bens espirituais, resguardando o estado de vida em que o fiel foi chamado, ofertamos também os nossos bens espirituais, o valor de nossas boas obras presentes, passadas e futuras. (TVD 121)

Dimensões do Carisma

A Fraternidade abrange três dimensões:

§1 º - A primeira dimensão é a do Acolhimento. Acolher os fiéis marianos, leigos ou clérigos, de todas as comunidades ou paróquias ou ainda de movimentos da Igreja, em grupos, para através de “cursos”, conhecerem os privilégios de Nossa Senhora, aprofundando, através de formações de doutrina católica, seus conhecimentos no nosso carisma. Assim será alicerçado um encontro com Cristo. A doutrina Monfortina da Escravidão de Amor é aprofundada, para que os grupos possam efetivar ou renovar as suas consagrações, através dos exercícios espirituais recomendados.

I- Todos os consagrados pela Fraternidade recebem o sinal externo de sua consagração, a Cruz da Unidade.

II- Muitos destes participantes, após a consagração retornam aos seus lugares de origem. Viverão na Fraternidade por um tempo, donde receberam armas espirituais, para que no mundo, com a Virgem Maria, possam buscar suas vocações. Estes são chamados de Discípulos da Mãe de Deus, e poderão encontrar na Fraternidade, sempre que quiserem, sem nenhum compromisso com a mesma, embasamento para a vivência desta entrega. Pois, a Fraternidade após os cursos continua com formações para aprofundamento no carisma.

§2 º - A Segunda dimensão é considerada a Vivência, onde aqueles predestinados, leigos ou clérigos que foram tocados não só pelo ato de se consagrar, mas também pelo carisma do anúncio do Reino de Maria, após a consagração iniciam sua caminhada como membros da Fraternidade. Estes, em acordo com o Conselho geral desta obra, se põem a disposição deste carisma, compondo os vários ministérios de serviço na forma de comunidade de vida e aliança e sendo acompanhados espiritualmente, para que possam exalar este “amor” em forma de uma vida consagrada, que passa a ser o ideal de cada um. Aqueles que na caminhada, permanecem na Fraternidade, receberão o sinal de membros a cruz da unidade com o cordão marrom, que com a caminhada e mudança de nível será substituída por uma medalha específica.

§3 º - A terceira dimensão é conhecida como o Resgate, onde estes membros da Fraternidade, seguros de sua vocação, saem a percorrer os lugares pessoalmente ou pela internet, onde são chamados, difundindo a Escravidão de Amor, e buscando outros consagrados, não necessariamente para fazê-los membros da Fraternidade, mas essencialmente, para despertar muitos daqueles que se esqueceram do grande passo que um dia deram, do que assumiram no ato da sua consagração. Estes membros nutridos pela oração e adoração, devem reforçar ou enfatizar, para os demais, que a consagração não é uma simples prece. É por assim dizer, um compromisso, uma entrega total e amorosa, que deve ser renovada a cada ano. Com isto, os membros passam a reviver a experiência que foi dada aos fundadores da Fraternidade.